Cabos para CFTV – Conheça as melhores opções para seu projeto!

Afinal quais cabos para CFTV são o melhores? Acompanhe analise dos principais e mais populares!

São tantos cabos para CFTV que fica complicado ter um em especifico para sempre usar nos projetos para instalação de câmeras de segurança.

Temos uma infinidade de opções para todos os tamanhos e tipos de projetos de CFTV.

Cabos para CFTV

Com toda certeza tem algumas das opções indicadas para a instalação que você pretende fazer em seus clientes, pois são os mais populares!

Vamos então conhecer os mais usados e populares entre os instaladores e técnicos de CFTV:

Cabo Coaxial 4mm bipolar flexível (RG 59 mini)

Esse sem dúvida é o que mais vejo nas instalações de pequeno e médio porte, pois além do ótimo custo benefício temos a facilidade de ter a alimentação, de 12 volts, da câmera nos mesmo cabo.

Você encontra de várias marcas, porém as mais populares e que são de boa qualidade que conheço são:

  • Condutti
  • Conducopper

É indicado não passar dos 100 metros com esse cabo, porém é sempre melhor ler o manual do fabricante da câmera para ver as especificações corretas.

Cabo coaxial RG 59

Cabo Coaxial Cristal RG59

Cabo Coaxial Cristal RG59

Esse cabo geralmente é um pouco rígido, porém encontramos flexíveis também. Muito indicado para instalações em elevadores.

Para elevadores temos um RG 59 muito usado que também é chamado de Cabo Cristal pela aparência que apresenta na sua capa de proteção.

Possui um boa durabilidade já que o vai ser muito exigido nos elevadores que ficam subindo e descendo várias vezes.

Cabo coaxial RG 6

Semelhante ao RG 59, porém com uma bitola maior que possibilita instalar câmeras em maiores distâncias. Claro que a malha sendo 85% ou mais garante a qualidade das imagens.

Eu não lembro de ter encontrado esse tipo de cabo para instalação de câmeras, pois sempre vejo em instalação de Operadoras de TV a cabo e antenas digitais coletivas.

Cabo coaxial RG 11

Esse a bitola é maior ainda do que a do RG 6, porém não vejo muito esse sendo utilizado em projetos de CFTV.

Isso não impede de você usar caso perceba que terá mais qualidade nas imagens fornecidas pelas câmeras a longas distância.

Na teoria quanto maior a bitola melhor a qualidade da imagem, mas não é somente isso que definirá já que a malha também é um importante item a ser levado em conta.

Para saber mais sobre os cabos coaxiais clique aqui ou assista ao vídeo abaixo:

Cabo manga

Esse tipo de cabo, há uns anos, era bem popular já que ainda não tinha tanto destaque as câmeras HD e Full HD no mercado brasileiro.

Cabo manga CFTV

Cabo manga

Geralmente você encontrava o cabo manga em micro câmeras que não exigem que o cabo tenha uma boa quantidade de malha em cobre.

Atualmente ele não é muito indicado para instalações com as novas câmeras analógicas em HD e Full HD com as de tecnologia HDCI, HDTVI e outras.

Em porteiros eletrônicos, e a acredito até sensores de alarmes, ele pode ser usado, mas utilizar esse cabo nas câmeras atuais pode comprometer a qualidade das imagens.

Não tem necessidade utilizar esse cabo se já temos melhores opções para esse proposito como o cabo coaxial de 4mm bipolar.

Muitas empresas oferecem cabos para CFTV coaxiais de alta qualidade entre elas podemos citar:

Cabos trançado Multicâmeras (alumínio cobreado)

Esses sem dúvida, depois do coaxial bipolar de 4mm, é um dos mais utilizados pelos instaladores e técnicos de CFTV.

caixa cabo multicamera cftv multilaser 4 pares 305 metros

Cabo multicâmera

Um dos principais fatores é a possibilidade de alimentar o vídeo de 4 câmeras, pois esse cabo tem 4 pares de fios, utilizando baluns.

Na alimentação de energia você pode passar um cabo paralelo de energia ou usar um circuito elétrico existente mais fonte local.

Uma da desvantagem que percebo nesses cabos é que ele é alumínio cobreado, ou seja, não é 100% cobre como o cabo UTP e sua durabilidade não é boa também já que ele “quebra” fácil ao manuseá-lo.

Como não é totalmente cobre acaba reduzindo a distância que você poderia ter entre a câmera e o DVR, pois não é aconselhado abusar muito.

Alguns dizem que até uns 70 metros ele funciona normalmente, porém passou disso já começa a perder qualidade ou até o vídeo pode não funcionar.

Obs. Ele não pode ser usado para informática, como fazer um patch cord ou algo do tipo já que não é 100% cobre e, portanto, não transmite muito bem dados.

Cabo UTP Cat5e ou CAt6e

Esse sem dúvida é para quem quer qualidade a distancias maiores que 100 metros (com o coaxial também é possível) entre o DVR e a câmera de segurança.

Em conjunto com baluns você pode obter uma ótima qualidade de imagem em câmeras analógicas que oferecem alta resolução, HD e FULL HD, e melhor ainda com fontes locais para alimentação.

Se você pesquisar muitos dizem que o cobre transmite melhor os dados, mas outros dizem que é a mesma coisa com o alumínio cobreado.

Uma coisa é certa com relação ao cabo UTP 100% cobre VS cabo UTP alumínio cobreado é a durabilidade. O de cobre dura muito mais com relação a zinabre, oxidação ou coisas do tipo.

Um teste simples de se fazer para ver uma das diferenças entre o cabo Multicamera e o UTP Cat5e é pegar as caixas em que cada uma tem 305 metros de cabo com as mãos.
Perceba que o cabo UTP Cat5e ou Cat6e é muito mais pesado que o alumínio cobreado, pois ele é 100% cobre.

Cuidados na instalação

Como de costume hoje em dia você disponibilizando um pouco do seu tempo para ler o manual da câmera, seja de qualquer marca, é possível encontrar detalhes sobre os cuidados que é preciso ter na hora de instalar uma câmera de segurança.

No exemplo a seguir vamos colocar um trecho do manual da câmera Intelbrás VHD 1220 D G4:

Cuidados especiais

Por tratar-se de uma tecnologia que oferece imagens em alta definição (Full HD) utilizando a mesma estrutura dos sistemas analógicos convencionais, os sistemas HDCVI demandam atenção nos seguintes pontos:

» Recomenda-se a utilização dos baluns passivos Intelbras XBP 401 HD e XBP 402 HD. A utilização de outros modelos pode acarretar ruídos e interferências na imagem.

» Recomenda-se a utilização de fontes individuais localizadas próximas às câmeras, minimizando ruídos e interferências na imagem. Atente à qualidade da fonte utilizada na instalação.

» As instalações de câmeras em alta resolução exigem maior cuidado quanto a conectores e emendas, para evitar o descasamento de impedâncias e, consequentemente, interferências na imagem, como por exemplo duplicação de objetos filmados (sombra). Nesse sentido, atente à qualidade dos conectores, baluns e emendas.

» Caso, após finalizar a instalação, sejam observados ruídos e interferências na imagem causados pela fonte de alimentação, sugerimos a utilização do filtro ativo Intelbras XHD 1000.

» Ambientes com alta incidência de sinais RF – como por exemplo, locais próximos a ERBs ou estações de rádio e televisão – podem interferir no funcionamento do produto.

» Em instalações com longas distâncias considere alteração na qualidade da imagem e não exceda os limites indicados na tabela a seguir:

TecnologiaUTP²Coaxial³
HDCVI200 m300 m
AHD150 m250 m
HDTVI150 m250 m
Analógica (SD)200 m300 m

 

» Evite colocar o cabo de vídeo da câmera em mesma tubulação de rede elétrica ou próximo de equipamentos com irradiação/indução eletromagnética, como por exemplo, cercas elétricas e motores.

¹ Não se recomendam emendas entre cabo UTP e coaxial na instalação das câmeras.

² Distância máxima obtida em testes laboratoriais usando cabo CAT5-e homologado pela Anatel.

³ Distância máxima obtida em testes laboratoriais utilizando cabo coaxial 4 mm com 85% de malha de cobre homologado pela Anatel.

Seguindo o manual do fabricante você evita muitos problemas na hora da instalação e passagem dos cabos para CFTV. Sempre separe um tempo para ler o manual/datasheet antes mesmo de começar o projeto.

Se gostou do artigo COMPARTILHE com seus amigos!